terça-feira, 16 de maio de 2017

Instantes das Estantes #6

As minhas leituras dos últimos tempos:


"Turn Around Bright Eyes" Rob Sheffield: Se em "Love Is A Mixtape" o autor falou da história de amor que viveu com sua primeira esposa, tragicamente falecida, neste livro, Rob Sheffield conta como o seu gosto pelo karaoke ajudou-o a sair do marasmo em que vivia após a depressão da viuvez e como nesse processo, conheceu a sua segunda esposa. Ao mesmo tempo, ele aproveita para falar sobre a sua família, alguns episódios da sua carreira como jornalista da "Rolling Stone" e de alguns dos seus cantores e bandas preferidos. Outra vez uma excelente leitura, embora ainda prefira "Love Is A Mixtape". 


"Luana, A Ninfomaníaca" Armando Ribeiro Teixeira (Chiado Editora): regressando de novo à parceria deste blogue com a Chiado Editora. Passado nos anos 70, o livro conta a história de Luana Martinez, uma jovem bela e fogosa cuja insaciabilidade sexual a conduz por várias situações dramáticas. É com bastante pena que tenho de dizer que foi uma leitura algo penosa. A par dos vários erros de estrutura e sintaxe (mas isso não posso criticar porque o meu próprio livro tem alguns), o principal problema é que a história em si é pouco sólida, com muitas contradições e que se perde por caminhos sem relevância. A abordagem da ninfomania pareceu-me superficial e contraditória e até as passagens mais eróticas não foram muito bem conseguidas.  


"A Seleção" Kiera Cass (Marcador): Finalmente li este livro, passado já bastante tempo depois do hype.  A história do primeiro volume desta trilogia romântico-distópica já é bastante conhecida. Num futuro distante, o que antes era a América do Norte é uma nação chamada Illéa, sustentada por um sistema de castas sociais. America Singer, oriunda de uma das castas menos privilegiadas, vê-se inesperadamente escolhida para participar na selecção da futura esposa do príncipe de Illéa, feita através de uma espécie de reality show com mais de trinta outras raparigas. A princípio, America não está nada interessada em ser a nova princesa, até porque está apaixonada por um rapaz da sua terra, de uma casta inferior à sua. Mas aos poucos, a sua amizade com o príncipe Maxon vai dando lugar a algo mais. E para complicar ainda mais as coisas, o palácio está a ser alvo de ataques de rebeldes. 
Posso dizer que a escrita da autora, não sendo extraordinária, é bastante viciante e li quase três quartos do livro de uma assentada pela noite fora. Gostei muito mas já peguei spoilers sobre os livros seguintes e acho que não vou lê-los porque não em agrada muito o rumo da história.



"O Fim das Estações" Will North (Editorial Presença): Já há muito que eu queria ler algo deste autor e finalmente tive a oportunidade. Tudo começa quando Colin Ryan, um veterinário numa ilha balnear do estado americano de Washington, encontra certa manhã o corpo inconsciente de Martha Petersen, mais conhecida por Pete, por quem esteve sempre apaixonada, embora ela seja casada com Tyler Strong, o seu melhor amigo. Mas este mistério, que acaba por não ser muito difícil de adivinhar, é apenas o ponto de partida para o autor criar uma malha de intrigas e ligações entre diversas personagens, nomeadamente aquelas pertencentes às principais famílias da ilha e os segredos que acabarão por se desvendar a partir do momento em que Colin encontra Pete. Entendo que existem muitas descrições sobre o passado das várias personagens, até daquelas que acabam por trazer pouco à história, mas até nem me importei com isso pois o ritmo da história não é lento e essas dispersões não distraem.  

Sem comentários:

Enviar um comentário